“Na grande noite tristonha”

imagesl24

Na grande noite tristonha,

meu pensamento parado

tem quietudes de cegonha

numa beira de telhado.

images4

_ Na grande noite tristonha…


Lembram planícies desertas

de uma paisagem do Norte,

as perspectivas abertas

no mundo da minha sorte…

imagespla

_ Lembram planícies desertas…


Ao longo, distâncias ermas…

Em tudo quanto se abraca

há ligeirezas enfermas

de luas da Dinamarca…imageslua1


_ Ao longe, distâncias ermas…


E sob olhares em pranto

de estrelas  alucinadas,

vais, _ coroa, cetro e manto,

ó Rei das minhas baladas!


_ E sob olhares em pranto…

…………………………………………………………………………………………..

Na grande noite tristonha,

meu pensamento parado

tem quietudes de cegonha

numa beira de telhado.


_ Na grande noite tristonha…


E eu sonho o meu sonho oculto

de ave triste, _ que não voa,

detida a ver o teu vulto

de certo, manto e coroa…imagesss1


_ E eu sonho o meu sonho oculto…

CECÍLIA MEIRELESimagesci

bfixa21

CAUROSAimagespo

Anúncios

20 Respostas

  1. Boa tarde amigo querido…
    Saudades daqui…
    Belo post… cecília Meirelles é grande… sempre.
    Ando um tanto sem tempo e em falta com minhas visitas, mas esta semana estava dodoi e sem ânimo…Mas aos poucos ponho a vida em dia.
    Obrigada por seu carinho e é sempre um grande prazer vir aqui.
    Um beijo de luz em seu coração
    Sol Hoffmann

  2. Venho agradecer e retribuir o seu carinho…
    Adorei o post… Cecília Meirelles é dez!!!
    Ando totalmente sem tempo e sem ânimo… a gripe me pegou de virada e tá custando a ir embora….
    Deixo beijos de luz em seu coração meu querido amigo.
    Obrigada por seu carinho.
    Sol Hoffmann

  3. _______________________________

    Cecilia, sempre maravilhosa!

    É um poema belo, sentido…

    Beijos de luz e um domingo feliz!!!

    ______________________________________

  4. Olá Carlos!

    Estou muito honrada com sua visita, admiro muito a profissão que exerce, fico feliz em contribuir com seu trabalho. Volte sempre que quiser e sinta-se a vontade para comentar.
    Hoje postei mais livros.
    Torne-se um seguidor do blog, assim toda vez que eu postar novidades você recebe em seu blog.
    Um grande beijo
    Cris

  5. O seu blog é maravilhoso, gosta de Cecília Meireles também né?
    Ótima escolha.
    Cris

  6. Meu fiel escudeiro Caurosa,
    espero que o poema não seja resultado de alguma noite tristonha.
    Beijos,
    Tati.

  7. Querido Carlos,

    Encontrar Cecília nessa manhã de domingo é um presente.
    Obrigada por compartilhar esse poema.
    Graaaaaaaaaaaaannnnde abraço !
    Com carinho,

    Leonor Cordeiro

  8. Grande Cecilia, pensei na Leonor eqto lia e vejo que ela ja’ passou por aqui.
    Bjs

  9. Vim agredecer seu carinho.
    E aqui me deparo com Cecilia Meireles…
    E quando eu falo de madrugas insones, ela fala de noites tristontas…
    Decidamente a noite ´pe uma grande companheira…
    Pelo bem ou pelo mau ela está lá…
    Escura e silenciosa…

    Beijos e carinhos

  10. Passando pra desejar um bom restinho de domingo!
    Gosto muito da Cecília Meireles, no início da minha aventura pelo mundo dos livros, o primeiro poema dela que li foi “Ou isto ou aquilo”.
    Ele ficava em um quadro emoldurado ao lado da foto dela que também era um quadro, a biblioteca da escola onde estudei o primário chama-se Cecília Meireles e foi lá o início da minha paixão pela leitura, livros e assim tornei-me bibliotecária.

    Beijos Tempestuosos!

  11. Saudações companheiro…
    Obrigado pelas palavras.

    Muita inspiração
    pra vc!!!

  12. Oi Carlos,

    adorei a leitura

  13. Maravilha começar a semana em tão boa companhia! =)

  14. Olá!
    Todos temos sonhops ocultos não é!?
    =)
    Cecília arrasa!
    Boa semana pra ti!
    bju

  15. Tuas escolhas… são certeiras sempre…
    … aqueceste meu coração… Cecília é especial…
    Obrigado pelo carinho…

    Bjs.

  16. passando para te desejar um bom dia.
    Abçs.
    Maurizio

  17. lindo cau^^

    adoro cecília meireles….

    me tocam suas palavras…..

  18. Mestre Carlos,

    Este espaço seu é mesmo muito reconfortante, sempre com belas poesias e imagens, num sentido amplamente positivo, vibrante, animador. Realmente é um privilégio vir aqui e fazer parte do círculo de amigos do professor.
    Grande abraço,

    Adh

  19. Coloca sua máscara para sobreviver.
    Sorri, chora, fica brava, faz pirraça.
    Desnorteada sente que vai enlouquecer
    e como palhaço acha graça da desgraça.
    No picadeiro da vida faz malabarismo,
    mágica e se arrisca no globo da morte.
    Sofre inquieta sem entender o absolutismo,
    o desmando de gente que se acha forte.
    Parem com esse falso espetáculo,
    deixem que a máscara do palhaço caia,
    que consiga atingir seu pináculo
    mesmo que só consiga vaia.

    desconheço o autor,
    se alguém souber…

    Abraço amigo

  20. Vim para agradecer o convite e conhecer o seu blog.
    Gostei e vou voltar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: