VIA LÁCTEA

imagesva

VIA LÁCTEA

“Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso”! E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora! “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las:
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas”.

Olavo Bilacob

b34

pensamentos modernos

O amor é quando a gente mora um no outro.

Mario Quintana

CAUROSAimagesros
Anúncios

15 Respostas

  1. Carlos,

    Suas palavras tão cheias de tantas coisas boas me encantaram. Esse poema de Olavo Bilac lembra o começo de uma música de Belchior, que por sinal, é meu conterrâneo.

    Muito obrigada pela receptividade. Fazer novos amigos nessa blogosfera é muito bom.

    Maravilhoso final de semana e não nos perderemos mais de vista.

    =]

    Rebeca

  2. Queremos presentear seu blog com um selo que cultiva o amor.

    Espero que goste!

    =]

    Rebeca

  3. Meu Amigo do Coração

    Obrigado…
    Teu poema de Bilac… me fez voltar a minha adolescência… tempo do ginásio…
    Com ele aprendi a conversar com as estrelas… até hoje… até hoje…

    Bjs.

  4. Quando estamos amando, falamos só, sorrimos de nada, conversamos não só com a estrelas, mandamos recado pela lua, ficamos olhando para o sol…..que importa que nos chamem de loucos, estamos amando.

    Quando estamos amando, cantarolamos alto, assobiamos até sem saber (eu), dormimos abraçados ao travesseiro na ausência do amado, pulamos da cama saltitando, esqueços panela no fogo, trocamos o dia pela noite……só porque estamos amando.

    beijo

  5. Querido amigo!

    Teu espaço hoje transborda o amor!Adoro este poema de Olavo Bilac q adornado por Quintana Fechou!

    Ótima semana pra vc!

    Beijos

    Maria

  6. Felizes são aqueles capazes de ouvir o que as estrelas dizem com o seu silêncio.
    Um abraço.

  7. Bela forma de começar minha semana! =)

  8. poxa cau^^

    que lindo poema…adoro bilac…e hj,que acordei meio + ou -,chorei com tão belas palavras….

    obrigada tah??!!por tão linda postagem meu querido….

    magistral^^

  9. Eu nem me lembrava mais, Carlos, mas um dia soube essa poesia de cor. Principalmente pelos dois últimos versos. Esqueci com o tempo, mas foi legal demais lembrar. Nunca fui fã dos parnasianos, mas essa do Bilac é 10!
    Bjo

  10. “Fazer poesia é voar fora das asas” – disse Manoel de Barros, poeta querido. Mestre Bilac já planava há anos…

    Beleza de blog, Carlos.

    Abraço afetuoso.

  11. Adorei o poema do Bilac…
    Existe um livro do Ruy Castro chamado Bilac vê estrelas… Li há muito tempo..
    Mas tenho certeza que ele era um sonhador, um homem que sempre quis ouvir as estrelas…

  12. estrelas, mulheres, os maiores segredos da universo…

  13. Eu só gostaria de brincar de esconde-esconde numa nebulosa!

  14. Um dos mais belos sonetos escritos em nossa língua mátria!

    (Apesar de que o deputado Olavo criou o serviço militar obrigatório rsrsrs que tive de enfrentar quando jovem e não gostei. Foi no auge da repressão: 1974)

    Abraçamigo e fraterno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: