Risca e rabisca

A minha menina descobriu a ” escrita”,

ela agora risca e rabisca.

A minha menina escreve o mundo,

o mundo livre e feliz  que ela imagina.

“Papai, eu tô pintando”

A minha menina pinta em cores vivas,

os seus sonhos puros e muita fantasia.

Eu cá na minha corugisse, fico a  imaginar,

orgulhoso, onde isso vai parar?…

É o futuro…calma, deixa ele chegar.

Para Carla Fernanda

CAUROSA


Anúncios

13 Respostas

  1. Meu Querido Amigo Virtual

    O mundo das crianças é muito especial… se felizes… ele tem mil cores…

    Bjs.

  2. Lápis de cor, riscos e rabiscos, garatujas coloridas…que coisa linda, sobretudo feito por uma criança que está se iniciando no mundo das palavras.
    Bjs
    Janeisa

  3. magnifico

    JOkas
    pPaula

  4. que lindo meu querido amigo.

    poético, uma homenagem digna de um Pai coruja. rsrs

    bjs e até.

  5. Guri, cada vez que venho aki tu parece estar de casa nova. Tá lindo Caurosa.

    Parabéns pela conquista da filhota. Deve ser lindo perceber o desenvolvimento dos pequenos, seus progressos e grandes vitórias.

    Bjo no coração e bom domingo.

  6. Meu fiel escudeiro Caurosa,
    onde isso vai parar? Nas paredes, já já!
    Beijos,
    Tati.

  7. Vai virar poeta! Aguarde e verá!

    Beijoca!

    Passe lá que baixou um Pessoa… Nossa!

  8. Esse aprendizado dos nossos pequenos dá mais cor à nossa vida.

    bjs

  9. Lindo, Caurosa corujão. Muito bonito essa passagem da vida! Empolga mesmo.
    Sabe o que eu lembrei? Da letra da música Aquarela de Toquinho que gosto muito (ele só tem um defeito é corinthiano..rsrsrs)… Você já imaginou quando ela crescer e ler este poema denovo? Emoção! Abraço amigo

  10. ô cau!!

    lindo e singelo….

    como uma criança que através dos primeiros rabiscos descobre o mundo ao seu redor!!

    sempre bom voltar aqui….

    bj

  11. Que lindo Caurosa!
    Eu queria ser criança!
    Maravilhosas palavras
    besito e boa noite amigo

  12. São as descobertas de um mundo para as crianças…

    beijão

  13. “Senhorinha levada, batendo palminha, fingindo assustada do bicho papão… Fique assim, meu amor sempre assim, e se lembre de mim pelas coisas que ouvir, e também não se esqueça de mim quando você souber enfim de tudo que eu amei”
    Vinícius de moraes- Menininha.

    Não és poeta,
    És poesia…
    Por isso és o que és…

    Beth Brito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: