Arquivos de Tag: Cinema

Saudade do Rei das selvas

Tarzan,  o rei das  selvas, personagem que marcou a minha infância e adolescência e que hoje já não desperta o interesse do cinema, algumas imagens do ator Johnny Weissmuller que marcou época como Tarzan. Para quem gosta ou não conhece, aí vai um pequeno histórico e filmografia do herói.

tarzan

Trailer original de 1932

Tarzan é um personagem de ficção criado pelo escritor estadunidense Edgar Rice Burroughs no romance Tarzan of the Apes, de 1912. O personagem apareceu em mais vinte e quatro livros e em diversos contos avulsos. Outros escritores também escreveram obras com o herói: Barton Werper, Fritz Leiber, Philip José Farmer etc.Tarzan é filho de ingleses, porém foi criado por macacos “mangani” na África, depois da morte de seus pais. Seu verdadeiro nome é John Clayton III, Lorde Greystoke. Tarzan é o nome dado a ele pelos macacos e significa “Pele Branca”. É uma adaptação moderna da tradição mitológico-literária de heróis criados por animais. Uma destas histórias é a de Rômulo e Remo, que foram criados por lobos e posteriormente fundaram Roma.

“YOU JANE, ME TARZAN”

Filmografia

Todos os títulos em Português referem-se a exibições no Brasil.

  • Tarzan, O Homem Macaco (Tarzan of the Apes, 1918, National); Elmo Lincoln (Tarzan) e Enid Markey (Jane)
  • O Romance de Tarzan (Romance of Tarzan, 1918, National); idem
  • A Vingança de Tarzan (The Revenge of Tarzan, 1920, Goldwyn); Gene Pollar e Karla Schramm
  • O Filho de Tarzan (The Son of Tarzan, 1920, National); P. Dempsey Tabler e Karla Schramm; seriado em quinze episódios
  • As Aventuras de Tarzan (Adventures of Tarzan, 1921, Western); Elmo Lincoln e Louise Lorraine; seriado em quinze episódios
  • Tarzan e o Leão de Ouro (Tarzan and the Golden Lion, 1927, FBO); James H. Pierce e Dorothy Dunbar
  • Tarzan, O Poderoso (Tarzan The Mighty, 1929, Universal); Frank Merrill e Natalie Kingston; seriado em quinze episódios
  • Tarzan, O Tigre (Tarzan The Tiger, 1929, Universal); Frank Merrill e Natalie Kingston; seriado em quinze episódios
  • Tarzan, O Filho das Selvas (Tarzan the Ape Man, 1932, MGM); Johnny Weissmuller e Maureen O’Sullivan
  • Tarzan, O Destemido (Tarzan The Fearless, 1933, Principal); Buster Crabbe e Jacqueline Wells
  • A Companheira de Tarzan (Tarzan and His Mate, 1934, MGM); Johnny Weissmuller e Maureen O’Sullivan; geralmente considerado o melhor da série
  • As Novas Aventuras de Tarzan (The New Adventures of Tarzan, 1935, Burroughs-Tarzan); Herman Brix; seriado em quinze episódios, produzido pelo próprio Edgar Rice Burroughs
  • A Fuga de Tarzan (Tarzan Escapes, 1936, MGM); Johnny Weissmuller e Maureen O’Sullivan
  • A Vingança de Tarzan (Tarzan’s Revenge, 1938, Fox); Glenn Morris e Eleanor Holm; único trabalho de Morris no cinema: terminado o filme, ele voltou para sua profissão original: bombeiro
  • O Filho de Tarzan (Tarzan Finds a Son!, 1939, MGM); Johnny Weissmuller, Maureen O’Sullivan e Johnny Sheffield (Boy)
  • O Tesouro de Tarzan (Tarzan’s Secret Treasure, 1941, MGM); idem
  • Tarzan Contra o Mundo (Tarzan’s New York Adventure, 1942, MGM); idem
  • O Triunfo de Tarzan (Tarzan Triumphs, 1943, RKO); Johnny Weissmuller e Johnny Sheffield
  • Tarzan e o Terror do Deserto (Tarzan’s Desert Mystery, 1943, RKO); idem
  • Tarzan e as Amazonas (Tarzan and the Amazons, 1945, RKO); Johnny Weissmuller, Brenda Joyce e Johnny Sheffield
  • Tarzan e a Mulher Leopardo (Tarzan and the Leopard Woman, 1946, RKO); idem
  • Tarzan e a Caçadora (Tarzan and the Huntress, 1947, RKO); idem
  • Tarzan e as Sereias (Tarzan and the Mermaids, 1948, RKO); Johnny Weissmuller e Brenda Joyce
  • Tarzan e a Fonte Mágica (Tarzan’s Magic Fountain, 1949, RKO); Lex Barker e Brenda Joyce
  • Tarzan e a Escrava (Tarzan and the Slave Girl, 1950, RKO); Lex Barker e Vanessa Brown
  • Tarzan em Perigo (Tarzan’s Peril, 1951, RKO); Lex Barker e Virginia Huston
  • Tarzan e a Fúria Selvagem (Tarzan’s Savage Fury, 1952, RKO); Lex Barker e Dorothy Hart
  • Tarzan e a Mulher Diabo (Tarzan and the She-Devil, 1953, RKO); Lex Barker e Joyce MacKenzie
  • Tarzan na Selva Misteriosa (Tarzan’s Hidden Jungle, 1955, RKO); Gordon Scott
  • Tarzan e a Expedição Perdida (Tarzan and the Lost Safari, 1957, MGM); idem
  • A Luta de Tarzan (Tarzan’s Fight for Life, 1958, MGM); Gordon Scott e Eve Brent
  • Tarzan e os Caçadores (Tarzan and the Trappers, 1958, TV); idem; três episódios feitos para a TV, editados como longa-metragem exibido também nos cinemas
  • A Maior Aventura de Tarzan (Tarzan’s Greatest Adventure, 1959, Paramount); Gordon Scott
  • Tarzan, O Filho das Selvas (Tarzan, The Ape Man (filme 1959)|Tarzan, the Ape Man]], 1959, MGM); Dennis Miller e Joanna Barnes; o primeiro Tarzan louro do cinema é considerado o pior de todos os tempos
  • Tarzan, O Magnífico (Tarzan The Magnificent, 1960, Paramount); Gordon Scott
  • Tarzan Vai à Índia (Tarzan Goes to India, 1962, MGM); Jock Mahoney
  • Os Três Desafios de Tarzan (Tarzan’s Three Challenges, 1963, MGM); idem
  • Tarzan e o Vale do Ouro (Tarzan and the Valley of Gold, 1966, American International); Mike Henry
  • Tarzan e o Grande Rio (Tarzan and the Great River, 1967, Paramount); idem; filmado no Brasil
  • Tarzan e o Menino das Selvas (Tarzan and the Jungle Boy, 1968, Paramount); idem; também filmado no Brasil
  • Tarzan and the Four O’Clock Army (1968, National); Ron Ely; episódio duplo “Four O’Clock Army”, da segunda temporada da série de TV, lançado nos cinemas
  • A Revolta de Tarzan (Tarzan’s Jungle Rebellion, 1970, National); idem; episódio duplo “The Blue Stone of Heaven”, da segunda temporada, lançado nos cinemas
  • O Silêncio de Tarzan (Tarzan’s Deadly Silence, 1970, National); idem; episódio duplo “The Deadly Silence”, da primeira temporada, lançado nos cinemas
  • Tarzan and the Perils of Charity Jones (1971, National); idem; episódio duplo “The Perils of Charity Jones”, da primeira temporada, lançado nos cinemas
  • Tarzan, O Filho das Selvas (Tarzan, The Ape Man, 1981, MGM); Miles O’Keeffe e Bo Derek; considerado pela crítica como um dos piores filmes de todos os tempos
  • Greystoke, A Lenda de Tarzan, O Rei da Selva (Greystoke: The Legend of Tarzan, Lord of the Apes, 1984, Warner); Christopher Lambert e Andie MacDowell
  • Tarzan and the Lost City, 1998, Warner; Casper Van Dien e Jane March

(Fonte: Wikipédia)

CAUROSAimagesCDDS


Anúncios

O MENINO ENCANTADO E A PANTERA PODEROSA

imagesgfffO menino encantado e a pantera poderosa nos deixaram. A tristeza e a melancolia causadas pela morte, às vezes anunciadas, das celebridades da música e da arte, deixam sempre um “buraco” , um”vazio” nas pessoas que  acompanharam a trajetória destes  ídolos que, de certa forma  proporcionaram momentos de alegria com a sua arte .

O menino encantado, o rei do pop, apesar do seus dramas , marcou época, foi o senhor do seu tempo, alegrou e marcou a vida de milhões de  pessoas pelo mundo afora.  Minha geração, cantou, dançou e amou ao som de suas canções. Sim, ficaremos orfão do pequeno menino negro que se transformou num homem “mutante” e triste, mas que deixou a sua marca para a eternidade.imagesjhhjjykr

imagesfzaaaA poderosa pantera  invencível também se foi. Que alegria era assistir a suas “ingênuas” aventuras, sempre com um final previsível.  Marcou e encantou, principalmente os jovens , que ficavam  hipnotizados,  fascinados com a sua beleza e a  incrível capacidade de se livrar dos desafios   em suas perigosas aventuras.

imagesfffss

CAUROSA

Pensamento Moderno

images cas“Cada pessoa que passa na nossa vida, passa sozinha, porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra. Cada pessoa que passa pela nossa vida passa sozinha, não nos deixa só, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós. Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso.”

Charlie Chaplin

***************************************************************

CAUROSAimagesfffff

OS MUTANTES ESTÃO NA TERRA BRASILIS

images vtvvOs mutantes estão a solta em nossa pátria amada. O mutante do bem (será?) veio travestido de homem, usou e abusou em  fazer mídia para vender o seu peixe e ganhar o nosso rico dinheirinho nas salas de cinema pelo país afora.  O mutante do mal  “adentrou” o país nos corpos de brasileiros que foram usados de veículos e transportaram para cá este terrível mutante para roubar a nossa tranquilidade e a saúde. Que o mutante do bem cumpra o seu papel e nos deleite com sua fantástica  aventura pelo mundo da ficção.  Já o mutante do mal deve ser barrado, expulso (contando com a presteza das nossas autoridades) e combatido com todas as armas disponíveis, para o bem estar de todos nós, amém.

imagesgrgdddd

CAUROSAimagesppppuy

Quem foi Buster Keaton?

O grande Buster Keaton, não tem o mesmo reconhecimento de Charlie Chaplin, pois brilharam no senário  cinematográfico na mesma época . No entanto, sua genialidade e capacidade criativa é marcante e fica evidente nos seus filmes onde o humor aparece de forma simples e direta.

180px-busterkeatonBuster Keaton, nome artístico de Joseph Frank Keaton Jr., (Piqua, 4 de Outubro de 1895 – Woodland Hills,  1 de Fevereiro, 1966), foi um ator e diretor americano de comédias mudas, considerado o grande rival de  Charlie Chaplin.

Nascido no mundo do vaudeville, (mistura de teatro e circo muito popular nos Estados Unidos) em fins do século XIX, Keaton começou sua carreira artística participando de um número com seus pais chamado Os três Keatons onde a grande piada era como disciplinar uma criança mal-educada. Depois de algum tempo fazendo pontas em filmes, em 1920 Buster começou a dirigir seus primeiros curtas.

O humor nos filmes de Buster Keaton, basicamente, se fazia através das chamadas gags; corridas, quedas, fugas. Uma das grandes inovações de Keaton, no entanto, é o fato de sua comédia se basear num personagem impassível, que mantém as mesmas feições diante dos fatos ocorridos. Isso explica os apelidos dados a ele pelos críticos; O Grande cara de pedra e O homem que nunca ri. Keaton percebeu que ao não modificar sua expressão, o espectador projetaria suas aspirações sentimentais, sensoriais e morais.

(Fonte: Wikipédia)

Visite: www.busterkeaton.com

seta02

projecteur-021
b14

PENSAMENTOS MODERNOS:

“A certeza do sol, a cada manhã, encoraja-nos a caminhar dentro da noite.”

CAUROSAo-pensador

Blogagem coletiva – O filme da minha vida

Honroso convite  da  Vanessa para participar da Blogagem

Coletiva – O filme da minha vida.

http://fio-de-ariadne.blogspot.com

Caso deseje participar:
1. Deixe seu nome e blog na caixa de comentário do endereço acima até o dia 27 de abril; 2. leve um dos selos da coletiva ;
3. Faça um post sobre o evento no seu blog, contendo este passo-a-passo e divulgue o selo;
4. Prepare na data marcada – dias 29 e 30 de abril- um post falando sobre o filme , sobre a experiência de assistí-lo, o que marcou, o que quiser falar sobre ele. Trata-se do seu filme preferido e, e claro, você é quem manda.

cinema1

CAUROSAimages-g