Arquivos de Tag: rir

O giz que condena

HUMOR   NOCópia de clogo.php

37454vi1

SE FOR MENTIR, MINTA DIREITO !!!

“O executivo saiu do escritório, encontrou sua secretária no ponto de ônibus ,  caía a maior chuva. Ele parou o carro e perguntou:
– Você quer uma carona?
– Claro… respondeu ela, entrando no carro.
Chegando ao edifício onde ela morava, ele parou o carro paraque ela saísse e ela convidou para entrar no seu apartamento.

– Não quer tomar um cafezinho, um whisky, ou alguma coisa?
– Não, obrigado, tenho que ir para casa.
– Imagine, o Sr. foi tão gentil comigo, vamos entrar só um pouquinho.

Ele subiu, atendendo ao pedido da moça.
Ao chegarem no apartamento, ele tomava seu drink enquanto ela foi para o quarto e voltou toda gostosa e perfumada. Depois de alguns gorós, quem pode aguentar??

Ele caiu, literalmente na tentação. Transou com a secretária e acabou adormecendo. Por volta das 4:00 hs da manhã, ele acordou, olhou no relógio e levou o maior susto. Aí pensou um pouco e disse à sua secretária:
– Você me empresta um pedaço de giz? Ela entregou-lhe o giz, ele pegou, colocou atrás da orelha e foi pra casa. Lá chegando, encontrou a mulher louca de raiva e foi logo contando….
– Amor, quando saí do trabalho dei carona para a minha secretaria, depois que chegamos no prédio onde ela mora, ela me convidou para subir e me ofereceu um drink, em seguida, ela foi para o banho e retornou com uma camisola transparente, muito linda e após vários goles acabamos indo para a cama e fizemos amor, aí dormi e acordei agora há pouco…

A mulher deu um berro e falou:
– Seu mentiroso sem vergonha, estava no bar de novo jogando sinuca com aquele bando de vagabundos que você chama de amigos. Nem sabe mentir direito, até esqueceu o giz aí atrás da orelha….

Pois é, na vida, tudo é relativo:

Um fio de cabelo na cabeça é pouco, na sopa é muito!”

CAUROSA37924vd13

Anúncios

Rir é um bom negócio

Um pouco de humor em nosso final de semana7063

“RIFA DO BURRO”

Certa vez quatro meninos foram ao campo e, por 100 reais, compraram o burro de um velho camponês.

O homem combinou entregar-lhes o animal no dia seguinte. Mas quando eles voltaram para levar o burro, o camponês lhes disse:

– Sinto muito, amigos, mas tenho uma má notícia. O burro morreu.

– Então devolva-nos o dinheiro!

– Não posso, já gastei todo.
– Então, de qualquer forma, queremos o burro.

– E para que o querem? O que vão fazer com ele?

– Nós vamos rifá-lo.

– Estão loucos? Como vão rifar um burro morto?

– Obviamente, não vamos dizer a ninguém que ele está morto.

Um mês depois, o camponês se encontrou novamente com os quatro garotos e lhes perguntou:

– E então, o que aconteceu com o burro?

– Como lhe dissemos, o rifamos. Vendemos 500 números a 2 reais cada um e arrecadamos 1.000 reais..

– E ninguém se queixou?

– Só o ganhador. Porém lhe devolvemos os 2 reais e ficou tudo resolvido.

Os quatro meninos cresceram e fundaram um banco chamado Opportunity, um outro Banco chamado Marka, uma igreja chamada Universal e o último tornou-se Ministro do Supremo Tribunal Federal.

O quinto irmão, o mais velho, que vivia no Maranhão e não estava na rifa, soube da história e, também, resolveu ganhar dinheiro. Dedicou-se a política, chegou a presidencia da república e hoje é o presidente do Senado e, até hoje, enrola a população tratando-os como ganhadores do burro morto.

Caso todos reclamem, pode até entregar o cargo, mas nunca devolverá o todo que lesou do povo. imageskkkktfg

CAUROSA115405